19 passos de um e-commerce de sucesso

Você sabia que quase 8 em cada 10 pessoas estão comprando online em e-commerce?

Com essas estatísticas impressionantes sobre como a tecnologia afetou o comportamento dos compradores, não é surpreendente ver que mais e mais pessoas querem lançar um e-commerce.

Você pode ser alguém que queira começar a vender na Internet. Ou talvez você já tenha uma loja, mas esteja procurando maneiras de aumentar sua visibilidade e popularidade. Uma das maneiras mais eficazes de fazer isso é otimizar sua loja online para o Google.

Vamos explorar os diferentes métodos de como você pode melhorar seus rankings e ter um e-commerce de sucesso!

 

Otimizar páginas de alto impacto

As páginas de alto impacto são as páginas mais visitadas no seu site. Elas são as que atraem mais visitantes e estimulam maior engajamento de seus usuários, sendo a paritr de vendas e até compartilhamentos.

Na maioria dos casos, essas páginas de alto impacto são: página inicial, páginas de produtos, páginas de categoria, postagens de blog e páginas de tendências, portanto, é necessário usar as melhores práticas de SEO para torná-las lucrativas. Aqui estão algumas dicas pra você:

 

#1. Determine suas palavras-chave.

Você precisa conhecer as palavras mais comuns que seu público-alvo está usando. A partir daí, insira essas palavras-chave em suas páginas de alto impacto e, é claro, seus metadados. Inclua informações textuais que sejam úteis, descritivas e relevantes.

Ao selecionar palavras-chave, você precisa considerar o volume de pesquisa, a relevância, a popularidade com base no local e a dificuldade de classificação. Então, como você pode encontrar as melhores palavras-chave para você?

  • Use ferramentas de palavras-chave. Descubra quais palavras-chave você deve usar em suas páginas de alto impacto. Se você estiver com orçamento limitado, poderá optar por usar ferramentas gratuitas, como o Keyword Planner do Google. Se você quiser economizar tempo e gerar palavras-chave mais eficazes, pode optar por ferramentas pagas de SEO.
  • Refine sua lista de palavras-chave. Segmentar todas as palavras-chave será uma perda de tempo. Gere tráfego mais rapidamente iniciando com palavras-chave de baixa concorrência. Quanto mais rápido você gerar tráfego, mais rápido seu site se tornará estabelecido e aumentará suas chances de obter classificações de pesquisa mais altas.
  • Monitore sempre seus concorrentes. Na maioria dos casos, seus concorrentes já deram um passo significativo em suas campanhas de SEO. Confira o site deles e estude como eles usam palavras-chave e concentre-se em como eles apresentam sua marca geral. Tome nota dos seus produtos e homepage populares. Ao fazer isso, você tem uma ideia de quais palavras-chave são mais lucrativas.

 

#2. Use palavras-chave de cauda longa.

No sentido mais simples, as palavras-chave de cauda longa geralmente incluem pelo menos três palavras. A maioria dos pesquisadores não usa apenas uma palavra ao procurar por algo. As palavras-chave de cauda longa são mais específicas e desempenham um papel significativo na configuração do mecanismo de pesquisa. Aqui está um exemplo:

cauda longa ecommerce

 

Veja o grau de especificidade dessas palavras-chave na barra de pesquisa completa automática? Isso é o que você quer fazer. Seja o mais específico possível, como inserir cores, tamanho ou tipo de produto.

Lembre-se de que as pessoas que usam palavras-chave de cauda longa têm uma taxa de conversão mais alta porque sabem exatamente o que estão procurando.

Há uma menor concorrência no direcionamento de palavras-chave de cauda longa, uma vez que elas visam a demografia do nicho, em vez de públicos de massa, para que tenham uma chance maior de permitir que você tenha uma classificação mais alta para tópicos populares.

Depois de descobrir as palavras-chave que você precisa usar, faça o seguinte:

 

#3. Escreva metadados únicos e atraentes para cada página.

Mantenha seu meta título abaixo de 60 caracteres, enquanto 160 caracteres para sua meta descrição.

H1 e H2 para ecommerce

 

#4. Use tags ALT em suas imagens.

Inserir palavras-chave e tags descritivas de ALT.

 

#5. Use URLs compatíveis com mecanismos de pesquisa.

Use URLs legíveis tanto por humanos quanto por mecanismos de busca. Certifique-se de que seus URLs sejam simples e diretos. Evite símbolos estranhos, números e combinações de caracteres que não fazem sentido

.

#6. Otimize sua página inicial.

Estruture sua barra de navegação do e-commerce. Adicione visuais (defina as tags ALT descritivas) de seus principais produtos / serviços que estão convidando com informações textuais. Adicione links para seus produtos / serviços mais populares.

Adicione um ótimo slogan com suas principais palavras-chave. Se você é local, não se esqueça de colocar sua localização.

 

#7. Otimizar as páginas de produtos

Crie descrições exclusivas de produtos. Exerça o esforço para escrever um conteúdo detalhado de até 1.000 palavras para cada produto. Você pode incluir o tamanho, os recursos, as cores, as perguntas frequentes e as revisões do cliente. Confira alguns produtos no e-commerce da Amazon para ideias!

Incorpore análises de clientes: as críticas geram naturalmente palavras-chave para o seu conteúdo (incluindo palavras-chave de cauda longa). Cada revisão mantém seu conteúdo atualizado. As revisões também ajudam a aumentar a quantidade de palavras por página.

Lembre-se, o Google ama conteúdo ativo e completo. Além disso, as avaliações podem fazer com que os usuários gastem mais tempo na sua página, o que pode diminuir a taxa de rejeição do seu site.

Mantenha páginas de produtos fora de estoque no ar. Você não quer frustrar os usuários do seu e-commerce com uma página  de erro 404, e os mecanismos de pesquisa podem considerá-los como links quebrados. Basta deixar a página como está e especificar seu status. Você pode usar essa página para apresentar outros produtos relacionados.

DICA BÔNUS: Adicionar mensagem “avise-me quando voltar ao estoque” é a melhor abordagem.

Configure rich snippets. Aumente sua CTR com rich snippets. Inclua informações relevantes, como dados de estoque, avaliações, classificações, o nome dos vendedores, a condição dos produtos e outros. Aqui está um exemplo:

rich snnipets ecommerce

 

#8. Otimizar categorias e tags

Link para categorias relacionadas. Às vezes, seus produtos possuem um tema em comum. Nesse caso, é melhor que você faça ligações cruzadas. Por exemplo, se você tiver produtos para capacetes, tente adicionar um link para luvas ou botas. Esses itens se enquadram no equipamento de proteção individual.

Destaque seus principais produtos e os itens mais visualizados em cada categoria e tag.

 

Parte II: Use o Enlace Interno Estratégico

A vinculação interna é uma maneira importante de levar seus clientes de uma página para outra. Quanto mais juice uma página receber, melhor para SEO. Juice seriam essas veiculações internas e externas. tudo que aponta para esse site, gera mais juice para ele.

 

#9. Link para páginas de alta prioridade.

Vincule suas principais categorias ou produtos / serviços à sua barra de navegação e / ou rodapé. Por exemplo, se você tiver uma postagem no blog que gerou muitos visitantes, adicione links nessa página que levem aos seus melhores produtos ou páginas de categoria do e-commerce.

 

#10. Use breadcrumbs.

Na perspectiva de SEO, os breadcrumbs ajudam os robôs e as aranhas a encontrar o caminho de volta à sua página inicial. Para os humanos, isso ajuda a rastrear onde eles estão no seu site e dá a eles um senso de direção ao navegar de uma página para outra.

Os breadcrumbs mostram uma sequência de páginas da Web, desde a sua página inicial até a página atual que você está visualizando no momento. Eles são normalmente encontrados no topo da página de um site. Em outras palavras… otimização na parte de UX.

 

#11. Link para produtos relacionados.

Adicione uma seção que recomenda produtos relacionados aos seus clientes. Não só ajuda a gerar backlinks, mas também pode impulsionar suas vendas para seu e-commerce.

DICA BÔNUS: Limite o número de links que você adiciona por página, você não quer se parecer com um site “link farm” para o Google.

 

Parte III: melhorar a usabilidade

Lembre-se, você constrói o e-commerce para seus clientes e não o contrário. São sempre os clientes em primeiro lugar. Portanto, torne o seu site o mais amigável possível. Você não quer que seus clientes saiam do seu site no momento em que eles acessam sua página.

 

#12. Organize a estrutura do seu e-commerce.

Seus clientes devem poder ir de uma página para outra com facilidade.

A navegação do seu site deve ser fácil de entender, navegar e seguir. Use o idioma do seu público-alvo.

Coloque sua barra de pesquisa em algum lugar visível. Ative pesquisas preditivas e incorpore erros tipográficos de produtos em sua barra de pesquisa.

Faça o seu processo de checkout o mais rápido possível. Quanto menos passos, melhor.

Use um widget de chat ao vivo. Ele não apenas reduz a taxa de rejeição do seu site, mas também permite que você venda para eles em primeira mão.

Por fim, coloque seus dados de contato em algum lugar visível (geralmente no cabeçalho ou rodapé) para que os clientes possam acessá-lo facilmente.

Aqui está um exemplo:

contato ecommerce
Aqui o contato está no rodapé no canto direito, fácil de encontrar.

 

 

#13. Melhore a velocidade de carregamento da página.

Geralmente, as pessoas não gostam de esperar. Seu site deve ser carregado rapidamente. Até o Google considera a velocidade ao classificar sites. Aqui estão algumas dicas:

Atualize sua hospedagem. Se você tiver orçamento, adquira planos de hospedagem na Web que oferecem uma velocidade de carregamento mais rápida.

Invista em um CDN. Content Delivery Network, ou simplesmente CDN, melhora a velocidade de carregamento e aumenta a segurança na web.

 

#14. Otimize para usuários móveis.

As estatísticas variam, mas, de acordo com pesquisas, cerca de 70% a 90% dos consumidores fazem suas compras por meio de dispositivos móveis.

A maioria agora usa seus smartphones e tablets para acessar a Internet. Isso continua dizendo que é importante ter um e-commerce responsivo – um site que pode acomodar diferentes tamanhos de tela.

Por isso, é importante que você torne seu site otimizado para celular. Isso significa que eles ainda podem comprar pelo seu site sem dificuldade.

 

PARTE IV: Priorizar o blog

Escrever é uma parte vital do sucesso do seu e-commerce. Ele ajuda você a manter o site atualizado, diminui a taxa de rejeição, gera backlinks, melhora a imagem da marca, aprimora a autoridade de nicho e melhora o crescimento geral dos negócios.

Considere estas estatísticas sobre blogs:

  • Blogging está em constante crescimento e continuará no futuro;
  • 23% do tempo de uso da internet é gasto em ler blog;
  • 77% dos usuários da internet lêem blogs;
  • Empresas que regularmente blogam têm 97% mais ligações de entrada;
  • 61% dos consumidores fizeram uma compra com base nos blogs que leram;
  • 60% dos leitores do blog consideram uma empresa com blogs mais confiáveis e confiáveis.

 

E a lista de coisas positivas continua indicando que o melhor para seu site é escrever sempre…

Aqui estão algumas dicas sobre como ser eficaz em seu esforço de blogar:

  1. Publique conteúdo de alta qualidade de forma consistente. Você pode criar postagens de entrevista, postagens práticas, postagens de ideias, fatos interessantes, postagens de listas (como 10 melhores ____, 10 principais) e postagens relacionadas a tópicos populares.
  2. Convide pessoas influentes em seu nicho para o guest post para você.
  3. Seja original, envolvente, útil, relevante e informativo.
  4. Permitir comentários para engajamento. Também melhora a duração do seu conteúdo.
  5. Crie títulos cativantes, mas SEO-friendly.
  6. Melhore a legibilidade do seu conteúdo com o uso de recursos visuais, legendas e marcadores.
  7. Adicione botões de compartilhamento social. Torne mais fácil para seus leitores divulgarem seu conteúdo.
  8. Polvilhe algumas palavras-chave relevantes e use o idioma do seu público-alvo.

E claro, promova. Promova ativamente seu conteúdo em qualquer lugar. Existem muitas maneiras de promover seus posts.

 

#15. Guest blog em outros sites.

Gere mais exposição e links externos com o guest blogging. Certifique-se de convidado post para blogs estabelecidos dentro do seu nicho.

 

Parte V: Execute uma auditoria técnica de SEO regularmente

Realizar uma auditoria de SEO regularmente é a chave para manter sua forte presença on-line. A frequência de fazer auditoria de SEO pode variar de um site para outro, mas isso deve ser feito pelo menos uma vez a cada seis meses. Algumas das minhas ferramentas favoritas são o SEO Audit e SEMRush.

Existem diferentes razões pelas quais você precisa fazer auditoria de SEO. Por um lado, os motores de busca estão constantemente atualizando seus algoritmos. A auditoria de SEO também é uma ótima maneira de identificar conteúdo desatualizado e corrigir o problema de acordo.

Por fim, mantém seu site relevante, limpo e atualizado.

 

#16. Evite conteúdo duplicado

Conteúdo duplicado pode prejudicar suas classificações de SEO. No entanto, conteúdo duplicado acontece de forma não intencional, às vezes. Por exemplo, variações de URL, IDs de sessão, descrição de produto semelhante feita por outros blogueiros e identificadores de protocolo podem levar a conteúdo duplicado.

É por isso que a auditoria de SEO é muito importante para lidar com esse problema.

Então, como você pode corrigir problemas de conteúdo duplicado? Aqui estão alguns deles:

Redirecionamento 301 – redireciona o conteúdo duplicado para o conteúdo original com o método de redirecionamento 301.

Rel = “canonical” – usando o atributo rel-canonical diz aos mecanismos de pesquisa para tratar uma página da web como uma cópia de um URL especificado. Isso também permite que os mecanismos de pesquisa transfiram todas as métricas de conteúdo e o poder de classificação do conteúdo duplicado especificado para a página original.

Especifique domínio e parâmetros – use o Google Search Console para selecionar o domínio do seu site de sua preferência.

Meta Robots Noindex – adicione esta tag meta robots ao cabeçalho HTML do seu conteúdo duplicado para evitar que os mecanismos de pesquisa o indexem. Uma boa vantagem de usar a tag meta robots é permitir que os mecanismos de pesquisa ainda acessem a página duplicada, permitindo que você retenha conteúdo útil.

Use ferramentas de identificador de conteúdo duplicadas – exemplos dessas ferramentas incluem Screaming Frog, Siteliner e Copyscape.

 

#17. Adicionar sitemap em XML

Permitir que os mecanismos de pesquisa rastreiem seu website com mais eficiência e ver com que frequência você atualiza seu conteúdo com o sitemap XML.

O sitemap XML também informa aos mecanismos de pesquisa quais de seus links são mais importantes e relevantes para os visitantes.

Meu gerador de sitemap XML favorito é XML Sitemaps ou SEO Yoast (para WordPress), embora existam muitos geradores incríveis no mercado.

 

#18. Verifique regularmente os erros nos Google Webmasters

As Ferramentas do Google para webmasters permitem que os webmasters verifiquem o status de seus recursos de indexação e aumentem a visibilidade de seu website. Com o Google Webmasters, você pode obter uma lista de links com defeito ou aqueles que os robôs do Google têm dificuldade em rastrear. Para verificar, acesse Rastrear> Erros de rastreamento.

google webmaster tools

 

#19. Monitore de perto as atualizações do algoritmo do Google

A maioria dos webmasters sabe que eles estão às vezes à mercê do algoritmo do Google. Às vezes, o Google faz grandes atualizações que podem afetar negativamente suas estratégias de SEO.

Nesse caso, você deve estar sempre atualizado com as últimas notícias sobre as alterações do Google em seu algoritmo.

Você pode conseguir isso assinando boletins informativos e blogs de Marketing Digital.

 

Para Finalizar…

Há inúmeras dicas e tutoriais por aí na Internet sobre como ter sucesso na execução de seu e-commerce.

No entanto, este artigo que escrevi fornece a essência de todo o assunto. Aqui você encontra TUDO que precisa para ter um e-commerce de sucesso, de uma forma resumida. É uma visão geral do que é preciso para manter seu site funcionando e garantir que você tenha tudo o que é necessário para se manter no topo da concorrência.

Já trabalhei para diversos nichos de e-commerce, e tenho experiência na área. Aqui você pode ver como faço meu trabalho diário nesses e-commerces e como posso ajudar a alavancar o seu site. Vamos conversar? Entre em contato comigo.

Espero que você tenha aprendido muito com este post. E caso tenha ficado alguma dúvida, é só comentar abaixo que responderei o mais rápido possível. Pode ser alguma palavra mais técnica que não tenha entendido ou a forma de fazer algum passo, estou aqui para tirar todas as suas dúvidas!

1 comentário em “19 passos de um e-commerce de sucesso

  1. Pingback: Como o Google responde às suas perguntas? - SEO Thiago Urgel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *